programar em php

Aprenda a Programar em PHP e esqueça os incomodados

Programar em PHP incomoda muita gente, principalmente quando estas pessoas insistem em afirmar que determinada linguagem de programação morreu.

Só que não é assim que as coisas fucionam, existem até hoje comunidades que tratam de assuntos como Assembly, Cobol, Fortran, Algol, Lisp, Pascal, entre outras.

E ainda existem os apaixonados por Basic, Clipper, e acreditem, existem profissionais que ganham dinheiro com estas linguagens de programação, e não são poucos.

A questão é, seja por saudosismo ou por curiosidade, aprender a programar em PHP pode ser uma experiência interessante, do mesmo jeito que aprender as linguagens de programação citadas logo acima.

Continue lendo e veja as vantagens em aprender a programar em php, esta linguagem que marca o início da interatividade em páginas HTML.

Programar em PHP começando pela história

história do php
A história do PHP

Conhecido no início como PHP/FI, o criador da linguagem, Ramus Lerdof, queria fazer algo que pudesse avaliar a quantidade de visitas no seu site.

Além disso Ramus viu a necessidade da criação de formulários, para que os visitanntes pudessem deixar comentários no site.

Então criou uma CGI (Common Gateway Interface) usando a linguagem C, surgia então o PHP Tools, “Personal Home Page Tools”.

Mais tarde Ramus reescreveu a linguagem, criando interatividade com banco de dados e uma estrutura para que os usuários construissem aplicações Web dinâmicas.

Corrigindo bugs e desenvolvendo funcionalidades no PHP

Com o tempo o PHP já possuia uma comunidade considerável e isso encorajou os participantes na criação de novas funcionalidades e correção de bugs.

Isso se deu porque Ramus liberou o código fonte do PHP para o público e por um período ele também mudou o nome para FI (Forms Interpreter).

Tudo estava indo bem, novas funcionalidades sendo criadas, mas o PHP ainda não era uma linguagem de programação, mas isso começou a mudar com a reescrita completa do código.

PHP tinha uma crescente popularidade em um mundo web ainda surgindo. Não se na época tinha a percepção do que seria a internet, como a conhecemos hoje.

Programar em PHP, chega a versão 3.0 !

Das atualizações que ocorreram na linguagem a versão 3.0 é a que trouxe funcionalidades para o PHP, que o deixaram como conhecemos hoje.

O suporte a programação orientada à objetos surgiu na versão 3.0, a linguagem só crescia no mundo e em 1998 já contava com aproximadamente 10% da internet.

Hoje (2020) o PHP segue firme e forte, apesar de alguns torcerem contra, sendo que o PHP está presente em torno de 1/3 dos servidores Web espalhados pelo mundo.

É claro que muitas linguagens surgiram depois do PHP, mas isso não afetou o seu uso, sem contar os desenvolvedores que deixaram a linguagem de lado e depois retornaram.

Aprender a Programar em PHP continua sendo uma busca constante

sobre PHP não param

Porque mesmo com novas linguagens de programação surgindo o PHP continua sendo largamente utilizado ?

A resposta para isso talvez seja outra pergunta…

Porque mesmo depois de tantos anos ainda existam programadores em Cobol, C, Pascal, Clipper, DBase, Fortran e até mesmo em Assembly ?

Simples, quando falamos em linguagens de programação antigas o assunto vai para 30 a 60 anos passados, o que é pouco tempo.

Pare e pense, muitos dos que viram nascer o que conhecemos hoje como “linguagens de programação” estão vivos.

Sem contar que muitos jovens entusiastas fazem questão de não deixar as primeitras linguagens morrerem.

O que a filosofia tem a ver com programar em PHP ?

A vantagem em aprender programação (e computação no geral) é que você pode mandar um e-mail para a maioria dos criadores, muitos ainda estão vivos.

Sem contar os que já partiram, mas ainda possuem uma presença forte no coração das pessoas, como se estivem vivos, é o caso de Steve Jobs.

Eu adoro filosofia, mas existe um problema, eu não posso enviar um e-mail, ou uma carta para Platão ou Aristóteles, o que eu posso é ler os livros que deixaram e aprender com eles.

Evidentemente este é um exemplo e o que eu quero mostrar é que tudo na programação é muito novo, inclusive programar em PHP.

Conclusão sobre programar em PHP

Eu gosto de ler e escrever, e este é um dos meus trabalhos a mais de 10 anos, a questão é que a comunicação pela escrita, áudio, vídeos e até mesmo por imagens é muito poderosa.

Com o tempo aprendi a consumir conteúdo, sem deixar que isso influencie diretamente em minhas decisões.

Eu poderia ser mais um afirmando que programar em PHP é perder tempo e que a linguagem está fadada a morte, mas isso não é verdade.

Cuidado com o que lê, não deixe que a opinião dos outros torne-se a sua opinião, faça as suas próprias análises e tire as suas conclusões.

Assuntos sobre computadores dos anos 60, 70, 80 e 90, primeiras linguagens de programação, bem como novidades da informática serão assuntos recorrentes aqui no blog.

A única coisa que eu peço é a sua participação.

Obrigado pela visita, participe com seus comentários.

Deixe uma resposta

Siga no Telegram

Receba as atualizações pelo Telegram

Entrar Agora
Fechar
%d blogueiros gostam disto: