História das Impressoras e suas utilidades

A história das impressoras vem de longa data e surge através da necessidade que o homem tem de criar (e guardar) cópias de documentos e imagens.

Quando surgiram os primeiros computadores, que ainda não tinham HD e usavam somente dispositivos de armazenamento pequenos, os profissionais buscavam maneiras de armazenar o que criavam.

Já existiam os cartões perfurados, mas estes guardavam informações binárias e tinha chegado o momento em que os programadores e usuários de empresas/domésticos, precisavam guardar os seus trabalhos.

Esta necessidade sempre existiu, mesmo no tempo do que conhecemos hoje como arte rupestre que são as representações artísticas pré-históricas, além da escrita pura e simples usando lápis e papel.

Quando o assunto é armazenamento de informações as impressoras também não ficam para trás e elas aparecem depois das máquinas de escrever, que já armazenavam conteúdo em papeis datilografados.

O interessante é que o tempo passou e as necessidades foram aumentando e/ou sendo criadas conforme as pessoas percebiam.

Então vamos juntos nesta viagem, conhecendo mais sobre a história das impressoras.

A História das impressoras e seus tipos

história das impresoras
Tipos de impressoras – Fonte: Foto de Matej no Pexels

As impressoras são periféricos que podem ser conectados em um computador ou em uma rede de computadores e assim imprimir conteúdos criados pelos usuários.

É um dispositivo de saída que pode imprimir textos, imagens ou qualquer outro resultado de uma aplicação, o mais próximo do que faz uma impressora seria a máquina de escrever.

As impressoras podem imprimir na cor preta ou colorido, em velocidades diferentes, dependendo da potência.

Os tipos mais conhecidos são, impressoras de impacto, impressoras jato de tinta, impressora laser, impressora térmica, impressora solvente e plotter.

Ainda existem outros como impressoras de cera cerâmica, impressoras dye-sublimation, impressoras de tinta sólida, impressora de sublimação e impressora de cartão PVC.

Vamos agora ver as características de cada uma delas.

Características e utilidades da impressoras

1 – Impressora de impacto

Ao “bater” sobre uma fita a impressora de impacto decalca caracteres no papel, o processo pode ser feito também usando uma roda de caracteres.

As impressoras de impacto mais conhecidas são as matriciais e as margaridas.

  • Impressoras matriciais

Também conhecidas como impressoras de agulhas a sua cabeça é composta por uma ou mais linhas verticais de agulhas que ao fazem contato com uma fita imprimem um ponto por agulha.

O deslocamento horizontal da cabeça imprimem caracteres no papel em uma matriz de pontos, a qualidade da impressão depende do número de agulhas.

É um tipo de impressora antiga, mas que ainda possui o seu uso, como a impressão de documentos fiscais que ainda precisem da impressão em carbono.

Além disso existem os amantes da retro computação que possuem as suas impressoras matriciais, para muitos o problema deste tipo de impressora é o barulho, mas existem os saudosistas que não perdem a oportunidade de ouvir uma boa impressora matricial. 🙂

  • Impressora Margarida

A impressora margarida imprimia textos de grande quantidade e foi uma revolução para época, década de 1980.

Este tipo de impressão era muito usado nas máquinas de escrever em que a margarida (disco com vários caracteres) girava até colocar em posição o caractere necessário, fazendo-o bater em uma fita com tinta.

2 – Impressora jato de tinta

Utiliza o sistema de uma cabeça de impressão com orifícios que despejam milhares de gotículas de tinta por segundo que são comandados por um programa.

As cores são formadas pela mistura das tintas e o cartucho utiliza 4 cores, preto, ciano, amarelo e magenta, a mistura das cores usa o padrão CMYK (ciano, magenta, amarelo e preto).

3 – Impressora laser

histórias das impressoras laser
Impressora laser – Fonte: https://pixabay.com/images/id-879360/

São impressoras fáceis de usar e os seus preços variam dependendo do modelo, este tipo de impressora funciona de modo semelhante as fotocopiadores.

A impressão começa antes do papel ser puxado, sendo que primeiro a impressora carrega a imagem em sua memória, processando as partes que precisam de cor e as que ficarão em branco.

Carrega um dispositivo conhecido como “fio corona” e depois o laser da impressora começa a atuar, descaregando certas partes do cilindro.

Enquanto o papel está recebendo tinta do torner o cilindro está sendo descarregado e por fim usuário recebe o documento na bandeja de saída.

As impressoras laser foram bem aceitas no seu lançamento, a questão é que os baixos preços ainda fazem com que as impressoras jato de tinta sejam as mais vendidas.

4 – Impressora térmica

Este tipo de impressora foi muito utilizado em aparelhos de fax e máquinas para impressão de cupons fiscais e extratos bancários.

O maior problema é que papel utilizado para este tipo de impressão desbota com tempo e para guardar a informação com segurança, se preciso for, é necessário fazer uma cópia da impressão.

Obs: a partir do século XXI chegaram as impressoras de transferência térmicas, que permitiam a impressão em cores, mas o seu preço é maior do que as impressoras jato de tinta.

5 – Impressora solvente

Indicada para comunicação visual e artes gráficas como empresas gráficas e grandes varejistas, utiliza tinta a base de solventes e é muito utilizada para a impressão de banners, imagens grandes para pontos de vendas, adesivos em vinil, adesivos automotivos, outdoors, entre outros.

6 – Plotter

Tipo de impressora destinada a imprimir desenhos com grandes dimensões e qualidade elevada como projetos de engenharia e grafismo.

  • Plotters de impressão

Utilizam programas específicos que aceitam programas convencionais de imagem como TIF, JPG, DWG e EPS. Podem utilizar papel comum, vegetal, fotográfico, lonas, tecidos especiais, entre outros.

Conclusão sobre a história das impressoras

Ainda existe outros tipos como as impressoras de cera térmica, impressoras dye-sublimation, impressoras de tinta sólida, impressoras de sublimação e impressora de cartão PVC.

No final das contas a tecnologia vai avançando e a história das impressoras vai sendo alterada, conforme as mudanças na tecnologia e novas necessidades.

O ponto chave é encontrar uma impressora que atenda as necessidades e tenha um bom custo benefício.

Fonte do conteúdo: Wikipedia, Info Escola, História de Tudo.

Deixe uma resposta

Siga no Telegram

Receba as atualizações pelo Telegram

Entrar Agora
Fechar
%d blogueiros gostam disto: