computador anos 80

Computador anos 80, máquinas que surgiam e mudavam a vida das pessoas

Computador nos anos 80 é uma fase marcada por grandes mudanças, bem como a criação dos computadores pessoais.

Máquinas que hoje em dia muitas vezes são encontradas largadas em empresas e residências já foram certamente o sonho de muitas crianças, jovens e adultos.

Este que aqui voz fala é um saudosista da era de ouro da informática e computador anos 80 é um dos assuntos que mais me agrada.

Na verdade os anos 90 também, mas ai já entramos na era Windows, depois o surgimento do Linux e outros assuntos que comentarei em outros artigos.

Continue lendo e descubra o que um computador anos 80 fazia, e ainda faz, na vida das pessoas.

Computador anos 80 – TK 85

computador anos 80 tk85
Computador anos 80 – TK 85 – Fonte: Wikipedia

Começo com o TK 85 porque foi o meu primeiro contato direto com computadores, lembro como se fosse hoje, vi um ligado na casa de um amigo e fiquei fascinado.

O TK 85 surgiu a partir de outro computador, o Sinclair ZX 81, e por causa das ambiguidades o TK ficou conhecido como um clone do Sinclair.

Utilizava o procesador Z-80A de 8 bits e começou a ser comercializado a partir de março de 1983, contudo o Tk 85 usava o mesmo processo do ZX80, acrescido de um circuito SLOW,

Como funcionava o TK

O computador era ligado em uma tv VHF usando 525 linhas e 60 quadros por segundo e também era necessário um gravador a fim de gravar os programas.

Ainda não exististiam HDs para os primeiros computadores pessoais e os dados eram gravados em fitas K7.

Fitas com programas já gravados também eram vendidas.

A linguagem de programação usada no TK 85 era o Basic, ademais veja a seguir alguns comandos.

Comandos da linguagem Basic no TK 85

O Basic (Beginner’s All-purpose Symbolic Instruction Code) foi uma das linguagens de programação mais utilizadas nos anos 80 e início dos anos 90, mas até hoje existem entusiastas que rabiscam alguns programinhas. 🙂

O Basic foi desenvolvido no Dartmouth College, em New Hampshire, em 1964, tornando-se uma das linguagens mais utilizadas nas décadas de 70 e 80.

Exemplos de comandos Basic

  • Print <espaço> 2 + 2 (Exibe na tela a soma entre 2 + 2)
  • Print <espaço> 3*2+2
  • SQR 9 (Eleva 9 ao quadrado)
  • RND (15 / 4) *6 (Arredonda o resultado)
  • LET CADERNO = 35 (Cria a variável CADERNO)
  • Print CADERNO (Imprime o valor da variável na tela)
  • LET SALARIO = 3000 (Cria a variável ALARIO)
  • Print <espaço> SALARIO (Imprime o valor da variável na tela)
  • Print <espaço>”Olá, bem vindo ao mundo do TK 85″ (Imprime uma String na tela)

Pode-se fazer muito com a linguagem Basic e tratarei deste assunto com mais detelhes em outro artigo.

Computador anos 80 – IBM PC

O IBM PC ( IBM Personal Computer) foi lançado em agosto de 1981 e o PC da IBM foi uma tentativa de entrar no mercado de computadores domésticos, no entanto era só o começo.

O mercado de computadores domésticos era dominado pelos Apple II e por máquinas CP/M (Control Program for Micro Computers).

Outras empresas como a Compaq também estavam neste mercado, aliás em busca de um lugar ao sol na era dos computadores pessoais.

IBM PC – Fonte Wikipedia

Nos anos de 1980 a IBM era uma gigante especializada em mainframes e nos chamados “terminais burros”.

Criaram um pequeno grupo, de início com 12 desenvolvedores, para a criação de um computador pessoal de baixo custo, certamente isso incomodou muitos na empresa.

O processador usado foi o Intel 8080 (16 bits), que era uma versão econômica do 8086 (16 bits), na época capazes de endereçar até 64 KB de memória.

Era um grande avanço, analogamente se comparado aos computadores de 8 bits da época.

Sistema Operacional do IBM-PC

O sistema operacional utilizado era o MS-DOS 1.0, na época conhecido como PC-DOS, sistema desenvolvido pela Microsoft, no entanto ele foi baseado no QDOS da (Seatle Computers).

A primeira opção da IBM foi a Digital Research, mas a empresa recusou a proposta, ela estava empenhada na criação de versões para o sistema CP/M.

O IBM-PC tinha tudo para ser apenas mais um computador no mercado, mas a sua arquitetura aberta foi um dos maiores diferenciais, ao contrário da Apple e outros concorrentes.

Em sua versão mais simples ele tinha 16 KB de memória RAM e o usuário tinha direito ao gabinete e teclado, contudo você podia usar a tv como monitor.

Computador anos 80 – MSX

MSX Gradiente – Fonte: Wikipedia

O MSX foi o nome dado a arquitetura de computadores pessoais criada no Japão em 1983, salvo que a empresa que o desenvolvel foi a ASC II Corporation.

A ASC II Corporation foi representante da Microsoft no Japão até o ano de 1986 e um ponto controverso até hoje é o significado da sigla MSX.

A relatos que significa “Microsoft Extended” , sendo que a Microsoft participou do desenvolvimento da máquina, acima de tudo criando a BIOS, o interpretador Basic e o MSX DOS.

A questão é que o próprio criador do MSX afirmou em um encontro de usuários na Holando que o nome significava, “Machine with Software eXchangeability”.

Independente de nomes e siglas o que importa é que o MSX foi um sucesso, mesmo não entrando noos Estados unidos comercialmente, outrossim possui usuários até os dias de hoje.

O MSX fez sucesso na década de 1980 no Brasil, Japão, Inglaterra, Coreia do Sul, Argentina Russia, Arábia Saudita, entre outros.

Modelos MSX comercializados no Brasil

  • Hot Bit HB 8000

Primeiro MSX brasileiro, lançado em 1985, possuia o teclado integrado ao gabinete.

  • Expert XP-800

Também lançado em 1985 e contava com o teclado separado do gabinete.

  • MSX 2 , 2+ e Turbo R

Embora houvesse interesse da Sharp e Gradiente em produzí-los não houve a fabricação destes modelos no Brasil, porém existiram o “kits d tranformação”.

Hoje em dia a comunidade MSX ainda produz kits de transformação.

Computador anos 80 – CP-200, 300, 400 e 500

Prológica – CP 400 – Fonte: Wikipedia

Esta é uma série de modelos produzidos pela Prológica em 1982 no Brasil , a máquina era compatível em nível de hardware e software com o Sinclair ZX81.

Características CP-200

Características CP-200

  • Memória:
    • ROM: 8 KiB
    • RAM: 16 KiB (não expansível internamente)
  • Teclado: mecânico simplificado com retorno auditivo (“bipe”), tipo calculadora, com 43 teclas, incluindo duas teclas vermelhas que acionadas em conjunto provocavam um reset na máquina.
  • Display:CP200 Modelo I
    • 22 X 32 texto (em “vídeo inverso”: caracteres claros sobre fundo escuro)
    • 64 x 44 (“semi-gráfico”)
  • Expansão:
    • 1 slot de 50 pinos (CP200: na lateral; CP200S: na traseira)
  • Portas:
    • 1 saída para TV (modulador RF, canal 3)
    • 1 saída para monitor (apenas no CP200S)
    • Interface de casseteCP200 Modelo II
    • 1 soquete para joystick
  • Armazenamento:
    • Gravador de cassete (a 500/1500 bauds)

Computador ano 80 – Commodore 64 (C64)

Commodore 64 – Fonte: Wikipedia

Este foi lançado pela Commodore foi um computador doméstico produzido de 1982 à 1994 e estima-se que foram comercializados de 17 a 22 milhões de unidades.

O C64 usava o processador 6510 da MOS Technology, empresa da própria Commodore, ao passo que tratava-se de uma versão avançada do procesador 6502 usado pela Apple.

O processador de vídeo era o VIC-II, mas um incoveniente deste processador era o superaquecimento, o que fez a empresa adicionar um dicipador de calor.

Família Commodore 64

  • Commodore Max
  • Educator 64
  • SX-64
  • 128
  • 64C
  • 64 Games System
  • 65

No Brasil, ao contrário da Apple II, Sinclair, TRS-80 e MSX, os computadores da Commodore não foram clonados no Brasil e no mundo.

Em 2002 surgiu um clone do C64, o C-One, desenvolvido por Jeri Ellsworth, a ideia foi a integração do hardware do C64 em uma só placa com chip reprogramável FPGA.

Computador anos 80 – Sinclair ZX 80

Sinclair ZX – 80 – Fonte: Wikipedia

O Sinclair foi um computador doméstico apresentado aos britânicos em 1980 pela Sinclair Research, foi o primeiro computador pessoal vendido no Reino Unido por menos de 100 libras.

O armazenamnto era feito em fitas cassetes, os programas eram lidos a 250 bps, não havia áudio, mas posteriormente foram criadas soluções por terceiros.

O vídeo era exibido com a conexão em uma televisão doméstica e o Sinclair rodava o programa Basic.

Até o fim da sua produção o ZX-80 vendeu cerca de 100.000 unidades, bem como contribuiu para colocar o Reino Unido na liderança no uso de computadores domésticos.

Computador anos 80 – Apple I

Apple I – Fonte: Wkipedia

O Apple I foi criado nos anos 70, mas entra também nesta lista, lembrando que farei um artigo específico só com produtos da Apple.

Foi um computador criado por Steve Wosniack para uso próprio, mas um amigo de Wosniack, Steve Jobs, resolveu vendê-lo ao público.

O modelo foi colocado a venda por US$ 666,66 em 1976 no Homebrew Computer Clube (Pablo Alto – Califórnia), os números repetidos são porque Wosniack gostava de fazer isso.

Muita vezes creditado como o primeiro computador de uso pessoal e foi uma máquina inovadora na sua época.

A produção foi descontiuada em março de 1977 e substituída pelo Apple II, que vinha com capacidades gráficas e de Som.

Conclusão

Ainda existem muitos computadores e muita história para contar, mas vou ficando por aqui neste artigo, leia, pesquise e tire as suas conclusões sobre a época de ouro dos computadores pessoais.

Aproveito para agradecer a galera do Retrocomputaria, afinal foi através desta turma que eu resolvi começar a escrever sobre computadores pessoais antigos.

Esta parte da história da informática e dos computadores não pode morrer e no que depender de mim, não vai.

Deixe uma resposta

Siga no Telegram

Receba as atualizações pelo Telegram

Entrar Agora
Fechar
%d blogueiros gostam disto: